sábado, 12 de outubro de 2013

Extreme Makeover ? Upgrade radical em uma Guitarra de R$ 300,00 !

Hi kids !

Em homenagem ao dia das crianças, Tio MadGuitarMan vai responder à pergunta de 1 milhão de dólares ! Bem, talvez nem tanto, mas decerto vou responder a pergunta de 300 pilas, que, por sinal, também não quer calar:

"Se pegarmos uma guitarra de R$ 300 e trocarmos tudo, mas TUDO mesmo, colocando peças top de linha, até que ponto ela chega próxima a uma guitarra top, digamos, a uma Fender Americana ?!"

Em outras palavras, estaremos avaliando até onde é possível chegar com um corpo de basswood e um braço de maple, desses bem baratinhos, já que o resto vamos trocar !

Agora, se você  já é leitor desse blog, sabe que o pensamos sobre "upgrades", já escrevi esse post aqui onde que falo que 90% dos upgrades que a turminha faz é apenas jogar dinheiro fora e que jamais devemos gastar muito com uma guitarra barata, no final vai ficar mais caro do que comprar uma guitarra de qualidade.

Mas, nesse caso, trata-se de uma "experiência" então vamos esquecer por um momento estes bons conselhos e vamos colocar peças excelentes (e caríssimas !) em uma guitarrinha barata apenas para ver o que acontece !

A escolha da guitarra


Mas então, eis que um dia estava andando pelo centro da minha cidade e passei em frente a uma loja bem pequena, dessas especializadas em vender instrumentos para músicos evangélicos e vi uma strat com um tampo figurado vermelho que me chamou a atenção pela beleza. Era uma strat Groovin, marca costumeiramente associada a instrumentos de qualidade duvidosa. Porém, mais uma vez, se você é um feliz leitor desse Blog, já sabe que esse nicho do mercado muda constantemente, a cada momento os fornecedores chineses mudam e a qualidade dos instrumentos que chegam melhora (ou piora !). Tirei uma foto da guitarra com o meu celular ainda na loja:

Foto da guitarra na tirada ainda na loja

Por que resolvi escolher essa guitarra ? Em primeiro lugar, achei a guitarra LINDA, como vocês vão ver pelas fotos a seguir. O corpo dessa strat é diferente. Ele é reto, não tem o "arm contour" das strats tradicionais e tem ainda um friso contornando tampo do instrumento. Como colocaram uma folha de maple tigrado no tampo, esse corpo ficou muito parecido com o a rara e bela Fender Aerodyne:

Fender Aerodyne

Curiosamente, a guitarra tinha também um "matching headestock" vermelho muito bonito, o que a fez ficar ainda mais parecida com a Aerodyne da foto acima.

Além da estética, os outros pontos positivos que eu achei na guitarra foram que o acabamento translúcido da parte traseira mostrava um corpo de madeira feito de 3 peças e com um peso bem adequado para uma Stratocaster, nem muito leve, nem pesado demais. Outra coisa que eu gostei bastante foi que o braço, bastante bem feito,  tinha um formato "C" shape bem próximo ao da minha Fender American Standard. O instrumento ficou muito bem balanceado e transmitia uma sensação de solidez, coisa não muito frequente em guitarras desse preço.

Infelizmente nem tudo eram flores. A "nut" era extremamente mal feita, não tinha como corrigir, só trocando mesmo e a guitarra estava completamente desregulada e deu para ver que ia ser necessário fazer um nivelamento dos trastes. Só esses dois problemas, caso eu mesmo não tivesse feito, iria gastar uns R$ 200 num Luthier... Outra coisa não muito boa era que o escudo não seguia o padrão exato da Fender, embora a diferença fosse muito pequena, não percebi isso na loja.

As tarraxas eram seladas, achei a qualidade boa. A ponte bem ruinzinha, como costumam ser nessa faixa de preço e os captadores fraquíssimos.

Mas enfim, a guitarra era muito bonita e resolvi pegar assim mesmo !


O upgrade


Bem, não falei que iríamos trocar tudo e colocar tudo do bom e do melhor ? Começamos então com os captadores, coloquei logo um set Seymour Duncan Lipstiscks, um dos melhores sets  que eu conheço para stratocasters, são captadores que entregam um belíssimo timbre característicos de singles coils vintage mas com aquele ressoar típico dos lipsticks. Tenho uma outra strat equipada com lipsticks GFS, também captadores excelentes (e muito mais baratos do que os SD) mas o set SD tem um som mais equilibrado nos graves (os GFSs puxam um pouco para o agudo) e os caps do set são mais equilibrados entre si. Mas recomendo fortemente qualquer um dos dois sets, um timbre maravilhoso, visual arrasador e a capa de metal fornece uma blindagem adicional que, por si só, reduz os ruídos dos singles !

O que mais foi trocado :
  • Toda a parte elétrica, potenciômetros, fiação, capacitor e chave.
  • Os abaixadores "arvore" foram substituídos por outros do tipo "roller".
  • A ponte eu coloquei uma que eu tinha parada aqui da Condor, não é uma ponte top mas é muito boa.
  • A nut defeituosa foi substituída.
  • As tarraxas eu deixei, achei as originais boas.
  • Cordas D"Addario 0.10
Além disso, tive que fazer um trabalho de nivelamento dos trastes, que estavam completamente desnivelados.

A guitarra depois do upgrade !


Assim que recoloquei o escudo com os lipsticks, levei um susto ! A guitarra ficou mais LINDA ainda com eles ! o Tampo reto figurado, o friso e o visual chocante dos lipstciks deram a ela um ar de "Surf Guitar" fantástico, vou colocar logo as fotos, melhor do que ficar falando !

Frente da guitarra, notem o matching headstock !

Detalhe do friso

Corpo de madeira em 3 peças 



Close do corpo


Os testes com a guitarra


Tudo resolvido, peças instaladas, trastes nivelados e guitarra regulada, liguei ela em um amplificador Fender SuperChamp XD e escutei um timbre clean muito bonito, gostei, não esperava que ficasse tão bom ! Fiquei com ela em casa várias semanas, sempre tocando junto com minhas outras strats, a minha impressão nesses testes é que a guitarra realmente entregava um belo som de strat, porém, sem a mesma complexidade e riqueza de timbre das minhas duas strats principais, mesmo assim gostei bastante, era um prazer apenas ligar a guitarra e ficar tocando só para ouvir o som dela !

Após umas semanas tocando em casa, levei ela para um ensaio com a minha banda, que basicamente é um trio composto de bateria, baixo e guitarra que acompanha um saxofonista, nosso repertório é composto de arranjos com múiscas de Jazz, Blues e Soul music. A guitarra fica clean praticamente 100% do tempo. Nesse ensaio, não gostei do resultado. Achei que o som ficou muito agudo, os graves soando fracos e sem presença, uma coisa que não se espera de jeito nenhum com um set de captadores de alta qualidade como esse. Enfim, decepcionante.

Fiquei pensando no que podia ter acontecido, já que a guitarra soava bem no pequeno valvulado Fender com que eu toco em casa. Fiz uma nova regulagem na guitarra, alterando inclusive a altura dos captadores. Lembrei também que o amplificador que eu uso nos ensaios, um Laney TF200, está precisando de uma revisão, de vez em quando o som fica ruim, sem presença nenhuma e esse defeito é intermitente. Talvez o amplificador estivesse dado "tilt" no dia do ensaio...

Passado algumas semanas, fui em um outro ensaio onde tocaríamos um repertório de classic rock. Dessa vez as coisa foram diferentes, o som da guitarra estava excelente, todos na banda elogiaram a beleza do instrumento e seu som ! Participou desse ensaio o cantor e professor de guitarra Inácio Cavalieri, um músico profissional muito experiente e que sabe tudo de guitarra. O Inácio inclusive tocou na Strat Groovin e fez elogios ao seu som.

Eu fiz um pequeno vídeo do Inácio tocando na guitarra, a qualidade do vídeo e audio não é das melhores pois foi filmado com o celular mas dá uma ideia do timbre da guitarrinha !


Conclusão


Confesso que quando planejei fazer esse post tinha certeza que o resultado mostraria que não vale a pena investir em uma guitarra barata. Não foi bem assim. Com certeza mesmo com todos os upgrades a guitarrinha não consegue entregar um som com a riqueza de timbres de uma boa Fender americana com corpo de alder. Porém, a verdade é que mandou um som de strat muito bom, o corpo de basswood não comprometeu aquele timbre estalado de strat que todos gostam, isso foi uma surpresa para mim. Daria para fazer um show profissional com essa guitarra e seus upgrades, ela seguraria o som de uma banda ? Com certeza.

Eu planejei fazer um vídeo comparando a Groovin com a Fender mas  confesso que fiquei com preguiça, depois que já tinha conseguido fazer um vídeo no ensaio que mostrou o som da guitarra. Mas se vocês quiserem, peçam que eu faço !

E o que acontecerá com a guitarrinha ? Bem, não faz sentido deixar um set de caps tão caro quanto esse nela. Vou retirá-los. Aliás, acho que um upgrade com caps de maior saída seria mais recomendado para esse instrumento mas gostei tanto do visual dela com os lipsticks que hesito em mudar, quem sabe encomendo mais uns lipsticks da GFS ?

É isso, espero que tenham gostado do post, abraços a todos !



* * * Atualização 14/02/2014 * * * Bem, a guitarra continua do mesmo jeito, não retirei as peças e tenho usado ela direto em ensaios e shows. Realmente gostei desse instrumento, foi o melhor resultado que eu já obtive com upgrades de guitarras e olha que já fiz muitos ! Os pontos fortes são o braço extremamente confortável e o timbre muito equilibrado, clean lindo, um pouco "dark", como eu gosto. A guitarra desperta muita curiosidade dos outros guitarristas, pela beleza, pelo som e por ser de uma marca de instrumentos baratos, a galera fica intrigada ! Já encomendei uma ponte melhor para ela. Gostaria muito de conseguir outra igual mas já procurei e  não acho, a loja onde eu comprei fechou, se alguém souber onde tem outra Groovin   (mas tem que ser igualzinha, com headstock vermelho !) igual a essa, me avisem, plz !


30 comentários:

  1. Um som bacana pra testar a guita seria do Dick Dale.
    Deixa de ser preguiçoso e faz um video comparando com a fender americana haha! Que me perdoem as Les Paul, mas strato é essencial.
    PS: adoro essa música do Creedence, banda foda do caralho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que isso rapá, pra tocar DD teria que colocar cordas .14 nela, a bichinha num guenta, nem eu """

      Excluir
  2. Muito bom e bem esclarecedor. Quando comecei tive tantas dúvidas que acabei comprando um Memphins MG32 by Tagima. Estou com ela até hj, bom não faz tanto tempo que comecei (Ainda sou iniciante), vou completar 1 ano de estudos. Comecei bem tarde depois dos 30 apesar de gostar "desde que me conheço como gente".

    Descobri teu blog a pouco e estou gostando da leitura irei acompanhar.
    Parabéns pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  3. No "post" sobre as 10 "melhores" guitarras para iniciante. Senti a falta das guitarras Yamaha, principalmente a Pacífica 120H. Estou enamorando ela faz um tempo, pois comecei a pesquisar sobre o meu segundo instrumento. O que você publicou, é exatamente sobre a minha atual situação, qualidade e faixa de preço proposto.

    Sobre a guitarra citada, gostei muito de testar ela, a pegada do braço, etc.
    Gostaria de saber a tua opinião sobre ela.

    Mais uma vez Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma guitarra legal mas nunca vi esse modelo a venda no Brasil. As Pacificas tiveram seu auge nas décadas de 80/90, de vez em quando aparece uma à venda no ML. AS que têm numeração superior a 600 (604, 712, 812, etc) são até melhores que as Fenders americanas, na minha opinião. As atuais são legais mas tem que ver o custo/benefício. Ainda vou escrever um post sobre as Pacs, modéstia à parte ninguém entende delas mais do que eu !

      Excluir
    2. MadGuitarMan
      Obrigado por ter respondido.

      Então, vou aguardar o post sobre as guitarras Yamaha Pacífica.

      Eu encontrei aqui em Salvador os seguintes modelos da Yamaha:

      Guitarra Yamaha Pacifica 120 H, Por R$1.146,00;
      Guitarra Yamaha Pacifica 112J, Por R$899,00;
      Guitarra Yamaha RGX A2, Por R$1.799,00.

      Testei todos as três citadas acima, e gostei de todas, (também, depois de tanto tempo estudando com uma Memphis), a diferença é gritante.

      Encontrei também o modelo PAC 012, porém este não me interessa.

      Até mais.


      Excluir
    3. Olha a RGXA2 eu tenho uma, não recomendo por ser uma guitarra muito específica. As outras 2 são legais, embora nessa faixa de preço (> 1k) eu prefiro olhar as linhas top da Squier (Standard, Deluxe, vintage modified e classic vibe) ou quem sabe a Fender Modern Player

      Excluir
    4. Mad.

      Citei estas guitarras da Yamaha, pois foram as que eu consegui encontrar aqui e testar. Modern Player não vende aqui em Salvador, a Squeir Classic Vibe, eu vi na mesma loja que testei as Yamahas, vou lá para testar a Jazz Master Squeir CV.
      Em média as Squeir CV custão R$ 1.600.

      A PAC 120H custa R$1.100. Se eu fosse classificar meu estágio atual de guitarrista, seria:
      - Modelos para Iniciantes 2 DE R$ 800 A R$ 1.200.

      Faixa da PAC 120H.

      Aguardando o post sobre as PAC's.

      Até.

      Excluir
    5. Blz, assim que eu puder vou fazer !

      Excluir
  4. Muito bom este post! E ainda sobre a relação custo x benefício, minha preferência é pela Vintage. A marca - dizem ser inglesa - não é muito conhecida, mas a qualidade é muito boa. Tenho um tele V62. Posso dizer que é uma guitarra que compete em pé de igualdade com uma Fender México Standard. E custa menos da metade do preço. Não é todo mundo que gosta de de tele - eu adoro - mas para procura por este modelo, esta é a minha indicação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho uma Les Paul Vintage V100WR, excelente guitarra !

      Excluir
  5. Respostas
    1. É uma strat Groovin GST. Note que eu não recomendo a guitarra, tinha vários problemas (nut, trastes) sérios.

      Excluir
  6. Gostei do post, e gostaria de acrescentar. Minha primeira guitarra, uma Dolphin 1991 é uma tipica guitarra de 300 reais. Nunca me desfiz dela por apego emocional, a guitarra que aprendi a tocar etc.
    Recentemente fiz um "Extreme Makeover" com tudo top! Financeiramente eu tenho certeza que não vale, pois o que tem em captador é muito mais que o valor da guitarra, o corpo de cedro responde diferente de um corpo swamp ash, mas achei que valeria uma experiencia.
    Resultado, pode até dever um pouco no timbre para uma Fender American Deluxe, mas a satisfação e o sentimento de tocar esse instrumento é maior do que a de tocar uma guitarra top. As vezes acredito que o projeto vale mais pela questão emocional do que por investimento ou outras razões.

    Valeu
    Erick

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blz Erick ? Olha, eu recomendo aqui no blog que não se gaste mais do que o valor da guitarra em upgrades, porque o custo/benefício nem sempre compensa. Essas guitarras dos anos 90 costumam ter madeiras muito boas, o problema delas, às vezes, é o braço que pode ser um pouco desconfortável. Mas se vc gosta da guitarra, acho que tá valendo né ? abç.

      Excluir
  7. vc poderia fazer um post sobre acordes?

    ResponderExcluir
  8. Ha tempos eu gostaria de fazer essa experiencia e decidi fazer depois de ver sua publicação. Comprei uma Shelter California Deluxe só para upgrades, mas me limitei em apenas trocar a parte eletrica e captadores. Ja experimentei vaior estilos de captação e o que melhor se adaptou nela foi o 59 Rails da Malagoli na ponte, quando consegui gravar um som bacana do Iron. http://www.youtube.com/watch?v=T50fQlOx1LU

    Fora isso, não gostei das outras opções, mesmo com bons captadores, os timbres do meio e braço nao agradaram. A guitarrinha é ruim mesmo. Ela entrega timbres plastificados e sem brilho.

    Conclusão: Uma guitarra dessas deveria vir de brinde em caixas de sucrilhos...rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal seu vídeo ! Uma coisa que eu aprendi na prática é que se a guitarra é boa, soa bem com qualquer captador, se vc coloca um captador melhor, ela fica melhor mas se ela soa um lixo com os caps originais talvez nem um upgrade resolva !

      Excluir
  9. Apenas para contrapor minha postagem acima. Olha só essa SX SST57, nacional, corpo em alder, depois que troquei a captação colocando um trio de captadores Powered by Lace. Olha o timbraço que ela entregou:

    http://www.youtube.com/watch?v=byqZzmSI8H4

    http://www.youtube.com/watch?v=wl3Vd00x-2A

    Só não pode usar muito a alavanca senao desafina. Ainda vou trocar as tarrachas e ponte, pois essa compensa mexer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bacana !!! Vc comprou os powered by Lace na EyParts ? O que achou dos caps ? A ponte, recomendo vc colocar essa aqui, muito barata e muito boa:

      http://www.eyguitarmusic.com/ChromeStrat-Tremolo-Gutiar-Bridge-Tail108mm-string-spacewith-full-square-blockABBQ-101CR_p_991.html

      Excluir
    2. Os caps eu comprei de uma loja chinesa pelo e-bay.

      Qual nut voce me recomenda? Acredito que falte apenas isso para deixar ela bala. A ponte ja estou vendo a recomendada por voce, além de tudo é baratinha. Obrigado

      Excluir
    3. Olha, não costumo trocar essas nuts plásticas, a não ser que estejam mal ajustadas ou o plástico seja muito ordinário, molenga. A diferença é muito pouca. Nesse caso, prefiro de osso. São mais fáceis de ajustar. No site Ey Guitar vende algumas já prontas para strat a um bom preço. abç.

      Excluir
    4. Só pra deixar registrado. Comprei a ponte sugerida por voce, mas no e-bay, direto da china, de um vendedor que costumo comprar, que, por sinal, nao cobra frente.

      http://www.ebay.com/itm/171242615072?ssPageName=STRK:MEWNX:IT&_trksid=p3984.m1497.l2649

      Abraço

      Excluir
    5. Obrigado pela dica Carlos, já estou fuçando lá na loja dele. Só que essa não parece a mesma que eu indiquei. A que eu recebi tem big block e a inscrição MVB nos saddles. Além disso, ela tem um sistema de encaixe na alavanca com um parafuso atrás do bloco para dar pressão na alavanca. Na verda essa aí eu não comprei do link original que eu postei do EYguitar e sim do AliExpress nesse link aqui:

      http://www.aliexpress.com/item/Sell-Free-Shipping-Chrome-finish-vintage-guitar-tremolo-strat-guitar-bridge-steel-saddles-guitar-treolo/1325492145.html

      O frete é bem mais barato.

      Excluir
    6. Nao entendi qual a diferença entre uma e outra... Poderia explicar melhor, por favor?

      Excluir
    7. Têm várias diferençasCarlos. A principal é a questão do bloco de metal sob a ponte, aquele que as cordas atravessam. Ele é de grande importância para o timbre da guitarra. Em algumas pontes mais baratas, esse bloco não tem o tamanhão e a espessura padrão da Fender. Veja nesse post do Paulo May a importância e variáveis que influem nessa questão:

      http://guitarra99.blogspot.com.br/2013/03/bloco-de-ponte-de-strato-outra.html

      Excluir
    8. Olhe esse aqui também:

      http://guitarra99.blogspot.com.br/2013/02/ponte-de-stratocaster-entrando-nos.html

      Excluir
  10. Madguitarman, vi vc mencionar um tremolo com big block, alavanca por pressao e saddles MVB. Essa ponte é firme mesmo, bloco e saddles de aço, latao ou zinco?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, deve ser a ponte que é vendida no Eyguitar por $10, o block é de zinco, a diferença na sonoridade existe mas é pequena porque o que pesa aqui é a massa do bloco, os saddles são possivelmente de latão, nesse caso a diferença sonora é maior, o que eu recomendo é comprar um jogo de saddles de aço da GFS. Em todos os casos, olhe no site da Ey as opções de ponte wilkinson que vêm com saddles e bloco de aço, o CxB é muito bom.

      Excluir