terça-feira, 16 de junho de 2015

Upgrade em uma guitarra Eagle !

Hi newbies !

Se tem uma coisa que é um mistério é o motivo pelo qual alguns malucos gostam de comprar guitarras baratas para tentar melhorá-las com peças novas e caras! Por que será ?! Já especulei se alguma lembrança da infância explicaria tal desatino, como uma possível fixação nos contos de fadas infantis, ondes sapos viram príncipes e criadas viram princesas !!!

Mas a verdade é que essas "transformações" são uma tremenda fonte de diversão e aprendizado, diria até mesmo um vício, afinal, qual é  a graça de comprar uma guitarra que já seja excelente, com tudo funcionando 100%, diz aí bacanudo ?!...

Então, dessa vez, a "vítima" é uma stratocaster Eagle mais antiga, das ainda produzidas com headstock no formato da Fender, hoje em dia não são mais feitas assim, com um pouco de paciência é possível comprar essas strats no Mercado Livre na faixa de preços entre 200 a 300 reais. Dizem que essas guitarras eram feitas no Vietnam, acredito que esse instrumento tenha uns 8 ou 10 anos.

Diz uma lenda que essas strats da Eagle antigas seriam ótimas guitarras. Quem acompanha o blog sabe que eu sou um crítico dessas supervalorização das guitarras velhas, ditas como "dasboas", "dasprimeiras", "dasantigas" e vendidas por cinco vezes o preço que realmente valem... Nunca tinha passado uma dessas Eagles mais antigas pela minha mão, algumas tem o headstock pintado, outras não mas sempre no formato arredondado original da Fender, no entanto, já tinha visto um baixo dessa série e achei bem legal.

Vamos ver então o que tem de verdade e de lenda nessas estória, mythbusters, come here, please !

A guitarra, tal como chegou é  essa aqui:


A guitarra

Num primeiro exame, o que chama atenção nessa guitarra ? A bem da verdade, nada... Para começar, o corpo é verde e o top tem uma espécie de figuração, aparentemente uma folha de alguma madeira figurada mas pode ser também alguma coisa fotográfica ou do gênero, a Fender utilizou isso em alguns instrumentos japoneses. Achei a cor e a figuração de gosto duvidoso, aliás as stratocasters verdes costumam ser de cor sólida mais para o verde claro como os padrões "surf green" e "sea foam greem". Mas é isso.

A guitarra também não impressiona pelas madeiras, sem dúvida é um instrumento de madeira sólida mas o maple do braço é exatamente igual ao das guitarras chinesas atuais baratinhas que encontramos por aí e o corpo feito em 2 pedaços de uma madeira que muito possivelmente é basswood, mas não tenho certeza absoluta. Isso difere do que por vezes vemos nas stratocaster da SX, onde é comum encontrar peças bonitas no braço e no corpo. No entanto, a peça da escala parece ser um rosewood de boa qualidade. Quanto ao acabamento, o braço vem apenas com um acabamento fino, aparentemente encerado e o headstock não tem a curva perfeitamente redonda,  meio tosco isso, pensei até em acertar mas como é um detalhe só estético não vale a pena mexer, melhor deixar assim.

As ferragens são medianas e também os captadores, diria até mesmo inferiores ao padrão que costumamos encontrar nas guitarras atuais, inclusive as da Eagle, que possuem modelos que vêm com captadores da Wilkinson.

Porém, temos que falar dos pontos positivos. Em primeiro lugar, a strato tem o peso correto, uma boa stratocaster deve pesar entre 3,6 kg e 3,9 kg. Se sai dessa faixa, não quer dizer que seja ruim mas começa a incomodar o strateiro mais experiente que gosta do instrumento com o peso esperado e o balanço (relação entre o peso do braço e o do corpo) correto.

Outra coisa positiva é que o corpo tem a espessura correta para uma stratocaster, cerca de 4,5 cm. Isso dá uma sensação de um instrumento sólido quando empunhamos essa Eagle.

Assim que pegamos uma guitarra com cordas velhas e enferrujadas, a primeira tentação é colocar cordas novas, mas, se fizermos isso, corremos sério risco de perder um jogo de cordas, isso porque se a guitarra precisar de intervenções mais sérias o novo jogo de cordas pode ser perdido. Então, assim que peguei na guitarra apenas regulei o tensor e ajustei a altura das cordas, limpando ainda as cordas com fast fret para tirar a ferrugem. Tocando com a guitarra assim por alguns dias, verifiquei que ela não apresentava nenhum trastejamento e a altura da nut tabém estava correta. Isso é muito raro de acontecer, em geral, é necessário um trabalho de nivelamento dos fretes mas nessa daqui esse trabalho talvez já tivesse sido feito.

Outra coisa que chamou a atenção é que a guitarra soava muito bem com as peças originais. Isso é o principal fator de sucesso para um upgrade. Aprendi que quando uma guitarra é boa, soa bem com qualquer captação, se não soa, não tem upgrade que dê jeito...

E mais, gostei muito, mas muito mesmo da pegada do braço dessa Eagle, extremamente confortável e macio...

Planejamento do upgrade

Muito bem, os leitores do blog sabem que eu não sou favorável a gastar mais do que o valor da guitarra em upgrades, quem quiser aprender mais sobre upgrades, leia esse post aqui.

Então, minha proposta de upgrade para uma guitarra de baixo custo como essa seria apenas, colocar dois abaixadores tipo roller, um jogo de captadores single em alnico de baixo custo e uma chave de melhor qualidade. As tarraxas eu vou manter e pretendia apenas travar a ponte. No entanto, tenho uma ponte com big block e um jogo de saddles de aço (da GFS) sobrando aqui em casa. Como a ponte se encaixou perfeitamente na guitarra, resolvi colocá-la também.

Além disso, como sempre faço, blindei a cavidade com tinta condutiva, blindei o escudo com fita adesiva de alumínio (ou cobre) e refiz a fiação. Também costumo fazer um nivelamento de trastes, mas, nesse caso, como vimos antes, não era necessário, então vai apenas um jogo de cordas novas.


Mudança no visual da guitarra

Então, como falei antes, tinha achado um tanto estranho essa guitarra verde com uma espécie de "flamed top" (?)... Mas... Tudo na vida muda... Passados alguns dias, comecei a achar a guitarra bonita, talvez, como ela se provou ser uma strat bem legal tenha conquistado meu respeito, vai saber... Notei também que dependendo da iluminação, a pintura e a figuração dão uns reflexos diferentes, meio azuis, gostei disso !

Pesquisando fotos na internet, encontrei várias fotos legais de guitarras com pintura nesse tom de verde e top figurado com escudo e plásticos pretos, pensei que ficaria legal então levar a guitarra para esse visual, vejam algumas fotos que eu usei como referência:


Irado, não ??!!

Fiz então uma simulação de como a guitarra ficaria, existem alguns sites que permitem você "montar" uma guitarra virtualmente com o visual que desejar, cheguei então a essa proposta visual aqui:



Encomendei então o escudo e os plásticos da cor preta... 

Mas... Na vida, tudo muda... 

Ao longo das semanas passei a gostar cada vez mais dessa guitarra, levei ela em alguns ensaios e ela recebeu muitos elogios, assim, resolvi investir um pouco mais nela e dei repensada no visual, achei que ela poderia ficar bacana com um visual mais para "surf guitar" e resolvi colocar um escudo "mint green" e captadores lipstiscks GFS, que eu também tinha guardado aqui em casa.

O resultado visual ficou demais, pelo menos para a minha opinião, vejam as fotos da guitarra e julguem por vocês mesmo !


Strat Eagle com captação lipstick GFS



Detalhe da ponte com big block instalada


Close do corpo

Que beleza hein ?!

Conclusão

Mas... Qual foi o resultado desse upgrade ?

Bem, algumas semanas se passaram e eu tenho tocado diariamente com a guitarra, o som ficou matador, uma ótima stratocaster com o típico som estalado que eu amo,  a pegada do braço excelente e a adaptação da ponte perfeita !

100% satisfeito, e olha que eu não esperava muito dessa guitarrinha. Para ser sincero, a guitarra ficou melhor do que as duas SX FST62 em que eu fiz upgrades (já postados no blog), isso eu realmente não esperava...

O que podemos concluir ? Que essas strats Eagle antigas (as com head iguais aos da Fender) são excelentes, como falam por aí nos fóruns ? Essas guitarras são vendidas muito barato (abaixo de R$ 300 no ML), não recomendaria a ninguém pagar mais caro por uma delas, até mesmo porque não temos elementos para afirmar que são melhores que as atuais. Mas que a guitarra ficou bacana, ficou !...

É isso, abraços a todos !

Mad



27 comentários:

  1. Você quem pintou? Como fez isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não pintei não, a guitarra já era assim, apenas foram trocados o escudo e os captadores. Não recomendo mexer em pintura de guitarra.

      Excluir
  2. Primeiramente parabéns pelo blog, sou leitor assíduo de todos os posts, fonte de informação de primeira qualidade!!

    Estou com uma dúvida... Vendo os posts de customizações e talz, fiquei tentado a comprar uma stratocaster de baixo custo mas que com alguns upgrades (captadores e ponte) fique com um som bacana. Até então só considerava as SX pela enorme fama na internet, mas este post específico me colocou mais dúvidas hahaha Pretendo gastar por volta de no máximo 350,00 em upgrades...

    Fazendo uma pesquisa em minha cidade, encontrei os seguintes modelos: uma Eagle do mesmo modelo que o seu por 180,00, uma SX por 300,00. Encontrei ainda uma Yamaha Pacífica 112 por 650,00 (que teoricamente seria uma guitarra "mais pronta" e que se encaixaria no meu orçamento).

    O que compensa mais? Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A PAC112 não precisa de upgrades. Considerando isso, eu pegaria essa Eagle, tá muito barata, se estiver tudo ok com a guitarra vale a pena !

      Excluir
  3. Olá parabéns pelo excelente trabalho. Por uma acaso você tem alguma informação a respeito da Eagle EGP 10?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi elas em loja, são stratocasters que vêm com uma pintura 'personalizada'. A boa notícia é que também já são equipadas com singles wilkinson, que são captadores de boa qualidade. Enfim, é uma guitarra adequada para iniciantes, com uma boa regulagem fica bem legal.

      Excluir
    2. Obrigado pela resposta. Achei essa aqui (http://ba.olx.com.br/grande-salvador/instrumentos-musicais/guitarra-nova-106019952?last=1) por R$250,00...parece bem conservada.

      Excluir
    3. Pelas fotos parece ok e o preço é justo.

      Excluir
  4. Sabe me dizer se cabe um humbucker na ponte dela? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, na que eu mexi a cavidade caberia um humbucker mas pode ser necessário algum ajuste, dependendo do escudo.

      Excluir
    2. Aa entendi obrigado ..e sobre as madeiras sabe me dizer quais são? Obrigado

      Excluir
    3. Braço em maple, corpo em basswood

      Excluir
  5. Legal ler tua experiência com essa guitarra! Tenho uma da mesma época, mesmo estilo só que na cor preta. Eu sempre tive vontade de ter uma pois achava ela bonita, lembrava de longe uma Fender Stratocaster (pelo menos no desenho...hehehe). Esse ano tive a oportunidade de comprar a minha e o único upgrade que pude fazer até então foi trocar a captação por um trio de singles retirados de uma Squier California. Também troquei os potenciômetros originais de 500K por outros de 250K. Pretendo no futuro trocar o bloco da ponte por um mais robusto como esse aí do post e trocar a pestana por uma feita em osso ou quem sabe uma em latão.
    Enfim, parabéns pelo blog, muito boas as postagens!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A California vinha com singles cerâmicos também, não sei se vale a pena essa troca, esteja ligado também que a nut de osso ou metal só altera alguma coisa no som com as cordas soltas, cuidado porque esse upgrade costuma ficar caro, essa guitarra é ótima, dê uma olhada no site Eyguitar, lá tem ponte full block por $11 e jogo de singles em alnico por uns $20.

      Excluir
    2. valeu pela dica mano. Os captadores não foram um 'investimento' de fato. Já estavam por aqui sem uso e como peguei essa guitarra achei que valia a pena a troca visto que os captadores originais dela davam muita microfonia quando eu usava drive. A pestana ainda não troquei, a original apesar da idade ainda está ok.

      Excluir
  6. MadGuitarMan, andei perambulando pelo site da GFS e vi corpos de Telecasters, inclusive de Ash. O que pensa em relação a eles? É seguro comprar corpos de guitarra por lá? E como funciona a "negociação" (frete e taxas de importação) para componentes vendidos lá? Penso em montar minha primeira guitarra, por quê até concordo com o que você disse: qual a graça de já ter um instrumento completo!? Eu quero trabalhar nela do 0 e já tenho pesquisado bastante sobre a construção de guitarras, acho que não vou cometer bobagens na hora de montá-la. Parabéns pelo blog, já sou leitor há algum tempo e aprendi muita coisa com seus posts e do blog do Paulo May. Até por "culpa" dele, com a série "Telecastermania", me veio essa vontade de montar minha própria Telecaster. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, seguro é porque eles são muito honestos, não acho que valha a pena porque o frete que eles cobra é muito caro, ou pelo menos era até um tempo atrás. Outra coisa, o corpos que eles vendem não são material top, conheço quem comprou e gostou mas especialmente no caso do ash acho fundamental uma figuração simétrica ou até um corpo em peça única. Se quiser pesquisar coisa melhor, procure no eBay algum vendedor que entregue corpos da Mightymite no Brasil, são corpos licenciados Fender. Já o braço não compre os da GFS, procure Mightymite, WD, Warmoth ou outro fornecedor de partes de 1a linha. Com esse dólar alto fica difícil esse tipo de projeto. Só vale a pena montar instrumento por partes se for para chegar em um instrumento top.

      Excluir
    2. Veja esse kit aqui como referência:

      http://www.ebay.com/itm/Licensed-Fender-Finished-Tele-Guitar-Kit-Seafoam-Green-/161835889924?hash=item25ae2bb504

      Excluir
    3. Muito obrigado pela dica! Não penso em montar agora, justamente por causa do dólar alto. No momento só estou procurando boas lojas, para adquirir no futuro. Mais uma vez, obrigado!

      Excluir
  7. Cara, tenho uma guitarra exatamente igual a essa, fiquei muito surpreso de achar alguém com uma, pois até então nunca tinha visto, com a mesma cor e tudo. Tenho a minha desde 2004, e peguei usada na época, e até hoje, continua sendo a que mais uso! Porém tenho uma bronca com ela por NUNCA ter conseguido achar uma alavanca tremolo compatível com a ponte dela, as que eu peguei simplesmente não enroscam, sei que faz tempo que vc fez esse post, mas vc tem alguém ideia se há algum tipo de referência da rosca correta pra ela? Obrigado desde já e parabéns pela guitarra, ficou fantástica! - Caio Guimarães

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, essa é guitarra é tão boa que eu comprei outra igual, apenas da cor azul, eu tenho as pontes antigas delas, posso mandar a alavanca para vc, me mande seu endereço pelo email do blog que eu te envio (comprarprimeiraguitarra@gmail.com) mas se quiser uma sugestão troque á ponte por essa aqui, serve perfeitamente e a guitarra vai ganhar muito com esse upgrade: https://pt.aliexpress.com/item/Sell-Free-Shipping-Chrome-finish-vintage-guitar-tremolo-strat-guitar-bridge-steel-saddles-guitar-treolo/1325492145.html

      Excluir
    2. Valeu pela dica! Vou te mandar um e-mail e daí a gente de comunica por lá! Valeu!

      Excluir
  8. Muito bom. Comprei uma mais recente (com o headstock pintado), do início dos anos 2000. Troquei os caps, rebaixadores tipo roller, tarraxas, fiz blindagem, regulagem e hoje é minha guitarra preferida. Vale muito pelo baixo investimento e pela satisfação do trabalho feito. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ôpa beleza, se puder poste uma dela aí para nós !

      Excluir
  9. Olá! Acabei de comprar uma dessas, preta, com o headstock tipo Fender, sem pintura, o logotipo igual ao das fotos, e com o desenho da águia na ponta. Acredito que deva ser de meados dos anos 90, mas antes dos 2000.
    Estou limpando a guitarra e dando uma geral nela, e fiquei curioso porque ao tirar o escudo percebi que nas beiradas da pintura do buraco central (piscinão), há, por baixo da pintura preta, uma outra pintura VERDE FLAKE (?!?!) e a mesma coisa aconteceu quanto tirei o Jack Plate, la estava a tinta verde flake embaixo da pintura preta original...
    Por acaso sabe o que pode ser?!?!

    Ah! as tarrachas são realmente muito ruins.. estavam frouxas,, solução: desmontei e instalei uma arruela no pino, por dentro do mecanismo, entre a engrenagem e a base de metal!! melhorou 90%!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pode ser coisa que o antigo dono fez, mesmo assim é comum a fábrica fazer uma 2a pintura, talvez por causa de pedidos mas até fenders eu já vi assim

      Excluir